Moisés Machado volta a cobrar presença de Teófilo no Legislativo

Por em 25 de Maio de 2018

Requerimento de autoria dos cinco vereadores do grupo de oposição foi aprovado na sessão ordinária do dia 08 de abril

O vereador Moisés machado (PDT) voltou a cobrar em pronunciamento na sessão ordinária dessa sexta-feira (24) a presença do prefeito Rogério Teófilo (PSDB) para explicar sobre a denuncia do suposto calote de R$ 600 mil a uma empresa de auditória, denunciada pelo administrador de empresas Luiz lobo ao Ministério Público Estadual (MPE) em abril deste ano.

A denúncia, obteve grande repercussão nos meios de comunicação de todo o Estado e revela um fato, que segundo o promotor Napoleão Amaral vai de encontro a todos os princípios da administração pública, que foi o pagamento de 10% do valor do débito pago ao auditor por uma empresa de construção civil que teria como sócio, o secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão, Antônio Lenine Pereira Filho. De acordo com a denúncia feita ao MP, o pagamento teria sido efetuado através de uma Transferência Eletrônica Direta – (TED).

Moisés Machado reclamou que, apesar da aprovação por unanimidade do Requerimento de autoria dos demais vereadores Léo Saturnino (MDB) Sergio do Sindicato (PPS) Fábio Henrique (PCdoB) e Rogério Nezinho (MDB) o prefeito Rogério Teófilo não deu até o momento, nenhuma satisfação se vai comparecer ou não ao plenário do Poder legislativo.

O vereador Léo Saturnino em seu pronunciamento na sessão dessa quinta-feira (24) sugeriu que em razão do prefeito não dar nenhuma resposta aos vereadores, sugeriu que seja feito um Requerimento solicitando a presença do autor da denuncia Luiz lobo no plenário da Câmara Municipal para dar explicações mais detalhadas sobre o conteúdo da denúncia que se encontra no Ministério Público Estadual (MPE).

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *