Teófilo pressiona e conta com o apoio de 5 vereadores na pré-candidatura do filho a ALE

Por em 1 de Abril de 2018

Dois dos cinco vereadores já haviam firmado compromisso com outros pré-candidatos, mas foram “convencidos” a mudar de ideia

 

A presidente da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Arapiraca, Graça Lisboa (PDT), o Pastor Marcos Caetano (PTC) e Edvânio Correia (Edvânio do Zé Baixinho) (PSL) não estão mais indecisos e decidiram pelo apoio a pré-candidatura a deputado estadual de Moacir Neto (PSDB) filho do prefeito Rogério Teófilo (PSDB)

 

O vereador Melquizedec Oliveira (PRB) que já havia anunciado apoio ao ex-prefeito de Limoeiro de Anadia, Marlan Ferreira, está sendo “convencido” por Teófilo a mudar de ideia. A vereadora licenciada Aurélia Fernandes (PSB) que está no comando da pasta municipal da Saúde e que chegou a cogitar uma pré-candidatura a ALE, foi “convencida” a mudar de ideia a vai apoiar o projeto político do advogado Moacir Neto.

 

A decisão do prefeito em anunciar a pré-candidatura do filho, Moacir Neto a deputado estadual contrariou e surpreendeu os integrantes do grupo aliado a exemplo do deputado estadual Severino Pessoa que havia anunciado anteriormente o nome da esposa, a vice-prefeita Fabiana Pessoa para concorrer a uma as vagas na ALE e o ex-deputado estadual Dudu Albuquerque que havia lançado o nome do filho, Breno Albuquerque pré-candidato a ALE.

Em um encontro do PRTB realizado em Maragogi, Dudu Albuquerque revelou sua insatisfação com a decisão de Rogério Teófilo e desabafou em entrevista a um portal de notícias; “Foi com surpresa que recebi a notícia de que o prefeito Rogério Teófilo, vai apoiar a pré-candidatura do filho Moacir Neto ao cargo de deputado estadual nas eleições 2018.

O ex-deputado completou seu desabafo, durante o 6º Encontro Político do PRTB, no município de Japaratinga, que não esperava que o gestor colocasse o filho para disputar uma vaga na Assembleia Legislativa.

Questionado se o apoio do prefeito ao filho Moacir não causou mal-estar, devido ao acordo do gestor ter compromisso com o filho de Dudu, Breno Albuquerque, o ex-deputado revelou. “Na verdade, criou um fato novo: que nós não esperávamos, não estava dentro das conversações políticas, dos entendimentos que houveram lá para trás, desabafou.

Uso da máquina pública na campanha

O uso da máquina pública na campanha eleitoral para o filho do prefeito, começa a ser alvo de severas críticas dos cinco vereadores que integram o grupo de oposição ao prefeito Rogério Teófilo. Na última sessão ordinária da Câmara Municipal, o vereador Sergio do Sindicato (PPS) cobrou ações da secretaria municipal de Saúde, no que diz respeito a falta de médicos e medicamentos nas unidades básicas de saúde e nos postos.

“O prefeito está esperando ser iniciada a campanha eleitoral para resolver os problemas da saúde” para eleger o filho, questionou.  O vereador Moisés Machado (PDT) cobrou da gestão municipal mais transparência nas ações da pasta da saúde, sobretudo na marcação de consultas e liberação de exames. “Não pode privilegiar aliados e sacrificar outras pessoas quando a saúde pública é direito de todos de acordo cm a Constituição Federal”, desabafou Moisés Machado.

 

 

 

 

 

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *