Equoterapia do Complexo Tarcizo Freire auxilia no tratamento de pessoas com doenças neurológicas

Por em 24 de Abril de 2018

O serviço busca ampliar o repertório comportamental do praticante

A equoterapia é uma técnica que utiliza o cavalo para tratamento de reabilitação de pessoas com deficiência, que desenvolve através da prática, avanços motores, psicológicos e emocionais.

No Complexo Multidisciplinar de Equoterapia Tarcizo Freire, localizado no bairro Nova Esperança, em Arapiraca, após avaliação médica, a entidade direciona o paciente para a área de reabilitação, que por sua vez indica, quando necessário, as sessões de terapia com cavalo.

Fundado oficialmente em 20 de janeiro de 2007, trata-se do primeiro serviço deste gênero, que na época não possuía no município, já que a demanda é crescente. Atualmente a equoterapia na instituição atua junto a uma equipe multidisciplinar, composta por fisioterapeutas, psicólogos, psicopedagogo, auxiliares guias e laterais, além de quitador e baieiro.

O serviço busca ampliar o repertório comportamental do praticante e proporciona ajustamento emocional reduzindo a ansiedade, através da interação entre praticante e cavalo, melhorando assim suas deficiências físicas, mentais e sociais, favorecendo a inclusão social.

O tratamento é indicado em casos de paralisia cerebral, esclerose múltipla, atrofia muscular, distúrbios e atrasos motores, autismo, síndrome de down, hiperatividade, depressivos, entre outras. As sessões são de 45 minutos, sendo 30 em cima do cavalo, são feitos movimentos que trabalham todo o corpo. Alguns brinquedos e objetos como bolas e argolas auxiliam nas atividades.

“O Complexo Tarcizo Freire tem profissionais especializados em equoterapia através da Associação Nacional de Equoterapia (ANDE-BRASIL). É de fundamental importância o trabalho de uma equipe multidisciplinar bem preparada e capaz de escolher o animal e suas características mais adequadas ao praticante”, disse Tássio Gabriel, fisioterapeuta e coordenador da equoterapia na instituição.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *