Comunidades rurais serão beneficiadas com 284 casas em Arapiraca

Por em 18 de Abril de 2018

A Câmara Municipal de Arapiraca realizou, na noite desta terça-feira (17), sua sessão ordinária, com a presença de público que acompanhou os trabalhos, no auditório do Cria, no bairro Santa Edwigem.

Foi aprovada indicação do Dr. Fábio (PR), solicitando à administração municipal construir uma creche no Povoado Canaã. Em sua justificativa, o parlamentar argumentou que se faz necessário o seu pedido, justamente para que as mães tenham onde deixar seus filhos para irem ao trabalho.

Segundo ele, na localidade já existe uma creche que foi reformada na administração passada e não tem condições de absolver a quantidade de crianças da comunidade. A indicação do Dr. Fábio foi discutida pelos vereadores Melquisedec de Oliveira, Sérgio do Sindicato, Fábio Henrique, Moisés Machado, Léo Saturnino e Pastor Marcos Caetano.

Na parte das explicações pessoais, o Pastor Marcos Caetano parabenizou todos os profissionais que trabalham com a voz pelo Dia Mundial da Voz, onde ao mesmo tempo, falou sobre o seu projeto que tramita na Casa, que dispõe sobre a obrigatoriedade da inclusão da Língua Brasileira de Sinais (Libras), no currículo escolar, em Arapiraca.

Em sua justificativa, o parlamentar lembra que isso iria contribuir muito com o setor educacional, porque estaria formando profissionais até para o mercado de trabalho futuramente e economicamente para o município, justamente porque muitos estabelecimentos comerciais, não têm pessoas que tenham conhecimento de libras.

Ao concluir, Pastor Marcos Caetano disse que é grande o número de pessoas com algum tipo de deficiência auditiva, que precisam ser inseridas no contexto social. O vereador Sérgio do Sindicato falou sobre o lançamento em Arapiraca, do Projeto Minha Casa Minha Vida, na comunidade da Vila Capim, onde o município foi o primeiro a ser contemplado com o projeto no Brasil.

Ainda de acordo com o vereador, 284 casas serão construídas para beneficiar os agricultores familiares que não possuem casas próprias e serão beneficiadas 28 comunidades rurais.
Ele agradeceu o empenho do deputado estadual Ricardo Nezinho, do ex-secretário de Agricultura de Alagoas, Álvaro Vasconcelos e o presidente da Facomar, Brás Antônio, que ao lado dele, foram recebidos pelo ex-ministro Marx Beltrão, reivindicando para Arapiraca, esse tão importante projeto.

O vereador Léo Saturnino leu na tribuna da Casa, na noite desta terça-feira (17), reportagem publicada pelo Jornal Tribuna Independente, segundo a qual, uma empresa contratada para fazer uma auditoria em Arapiraca recebeu 60 mil reais, como parte dos 600 mil reais e que o caso está sendo investigado pelo Ministério Público Estadual, onde aparecem os nomes de três secretários envolvidos.

O vereador chegou a cobrar da Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura de Arapiraca, uma nota de esclarecimento para a Câmara Municipal de Arapiraca, como órgãos fiscalizador e também para a própria sociedade, para que mostre a transparência que tanto falou no início da administração.

O vereador Moisés Machado também foi outro que usou a tribuna e pediu até que a imprensa desse um destaque para uma denúncia de tamanha gravidade, como a que estava no jornal Tribuna Independente.

De acordo com o vereador Moisés Machado, a denúncia é de uma gravidade sem precedentes, justamente contra uma administração que falava tanto em legalidade e transparência e hoje está sendo alvo de denúncias e mais denúncias.

Seguindo o seu pronunciamento, Moisés Machado, que voltou a pedir a imprensa a divulgação dos fatos, disse que é preciso um esclarecimento urgente por parte da administração municipal e até, defendeu, a abertura de uma Comissão Especial de Investigação por parte da Câmara Municipal de Arapiraca, para investigar todos os fatos.

O Vereador Rogério Nezinho, parabenizou a Pestalozzi de Arapiraca, pela realização no último domingo (15), da Terceira Corrida Azul, demonstrando a conscientização sobre o autismo. Rogério Nezinho parabenizou a toda a organização do evento.

Ele usou o mesmo espaço para cobrar da administração municipal mais empenho em áreas da saúde, educação e iluminação pública, lembrando que até se torna repetitivo esses assuntos, porém, não pode deixar de cobrar, principalmente porque está falando em nome de uma população que tanto reclama.

Ele concluiu, afirmando que é preciso que a administração municipal, dê uma explicação sobre as denúncias publicadas no Jornal Tribuna Independente e que a Câmara Municipal de Arapiraca, cumpra com o seu papel, que é o de fiscalizar.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *