Implosão no PSDB provoca revoada do partido

Por em 20 de Março de 2018

Rodrigo Cunha continua resistindo da candidatura ao governo e Rogério Teófilo, pede calma afirmando que muita coisa pode mudar daqui a um mês

O clima no cenário politico de Alagoas e no segundo colégio eleitoral do Estado Arapiraca é de ebulição. Ainda atordoado com a decisão do prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB) em não disputar o governo fazendo oposição ao governador Renan Filho (MDB) o prefeito Rogério Teófilo em entrevista ao blog do jornalista Edvaldo Júnior avalia que o momento agora é para esperar: “muita coisa pode acontecer daqui a um mês”, disse Teófilo na última sexta-feira, 16.

Sem saber onde o galo está cantando, Rogério vê a inviabilidade da pré-candidatura a deputado estadual de seu filho, Moacir Neto e avisa que Arapiraca e Maceió vão “marchar juntas”. Ele também acredita que o ex-governador Téo Vilela “vai participar” do esforço para encontrar um candidato de oposição ao governador Renan Filho (MDB). Se depender de Teófilo, o deputado estadual Rodrigo Cunha pode ser candidato ao governo. Na realidade, Cunha quer viabilizar seu projeto de chegar a Câmara dos Deputados e pode deixar o ninho tucano.

A reunião que poderia definir se o PSDB e o demais partidos aliados lançaram candidato ao governo não ocorreu em razão do ministro Maurício Quitella, dos Transportes e Portos não compareceu. Com o impasse, tucanos integrantes do PSDB que pretendiam disputar mandato na ALE como o vereador Eduardo Canuto desistiram da disputa.

Na dinâmica da política, o grupo que apoiaria a candidatura de Rui Palmeira ao governo, não parecem dispostos a esperar. O tempo urge e como diz o velho ditado “quem espera por tempo ruim é sertanejo”.

De acordo com as últimas notícias veiculadas na imprensa, o presidente do PR, Maurício Quintella, avança numa composição com o grupo de Renan Filho. O presidente do DEM, Zé Thomaz Nonô e o deputado federal Pedro Vilela (PSDB) também estariam em busca de outras opções e podem considerar uma “conversa” com Renan Filho. Bruno Toledo, presidente do PROS, já abriu diálogo com o PSB e JHC e o Podemos de Omar Coelho.

A hora é de decisão é agora. Cada um precisa definir o partido onde terá maior viabilidade para garantir a reeleição Existe a possibilidade dos deputados estaduais Val Gaia e Gilvan Barros Filho além de Rodrigo Cunha e Pedro Vilela ingressarem no PR do deputado federal licenciado ministro dos Transportes Maurício Quintela.

 

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *