Os prédios da Prefeitura da cidade de Delmiro Gouveia e da secretaria de saúde tiveram a energia cortada na manhã desta quarta-feira (21) pela Eletrobras. Segundo a assessoria de comunicação da prefeitura de Delmiro, a gestão atual herdou uma dívida de mais de R$ 11 milhões e tinha um “pacto” com a concessionária que quebrou após realizar o desligamento da energia.

Conforme o secretário municipal de Governo, Luciano Aguiar, a Eletrobras quebrou o pacto que tinha sido firmado com a atual gestão que assumiu negociar os débitos recentes como os antigos.

A assessoria disse que o prazo para que esses pagamentos fossem efetuados era até abril e informou que a Administração Municipal vai se reunir com representantes da Eletrobras ainda nesta quarta-feira.

Em nota, a Eletrobras disse que a suspensão o fornecimento da Prefeitura de Delmiro Gouveia faz parte das rotinas das empresas para os clientes que estão inadimplentes. Confira a nota abaixo:

A Eletrobras Distribuição Alagoas informa que a suspensão do fornecimento da Prefeitura de Delmiro Gouveia faz parte das rotinas das empresas para os clientes que estão inadimplentes e esclarece que não houve quebra de acordo. Representantes do município sertanejo estiveram na manhã de hoje (21) no prédio sede da Eletrobras em Maceió para negociar os débitos pendentes.

Com Cada Minuto.