Complexo Tarcizo Freire proporciona qualidade de vida de crianças com microcefalia

Por em 28 de Fevereiro de 2018

Há cerca de um ano o Complexo Multidisciplinar de Equoterapia Tarcizo Freire vem realizando atendimento gratuito de hidroterapia em crianças com microcefalia.

A iniciativa faz parte do projeto que atende cerca de 20 famílias. Formado por profissionais de saúde da instituição, visa fortalecer a rede de mães e ampliar ainda mais o cuidado com as crianças.

Uma vez por semana, mães levam seus filhos para tratamento na piscina com uma fisioterapeuta. Um momento lúdico de relaxamento, pois a água morna melhora o desconforto dos movimentos dos pacientes.

De acordo a fisioterapeuta Priscila Bezerra, na água, as crianças conseguem executar movimentos com mais facilidade, já que nos exercícios fora dela, as crianças sentem rigidez muito forte nas articulações. Priscila disse ainda, que o mais importante desse acompanhamento é ensinar as mães a fazer os estímulos em casa, para que o tratamento tenha eficácia.

Além de proporcionar melhor qualidade de vida para pacientes e familiares, a fisioterapia aquática contribui para que o tratamento tenha efeito em casos de dores, inflamações, espasmos musculares, movimentos, entre outros.

“Thiago Henrique, nasceu com a malformação, à hidroterapia ajuda muito na qualidade do soninho dele. Hoje ele tá muito mais relaxado e calminho. Sou grata ao Complexo pelo projeto, e espero que, mais mães tenham acesso a esse serviço”, diz a mãe, Jamille Caroline.

A Microcefalia é uma condição neurológica rara em que a cabeça e o cérebro da criança são significativamente menores do que os de outras da mesma idade e sexo. Normalmente é diagnosticada no início da vida e é resultado do cérebro não crescer o suficiente durante a gestação ou após o nascimento.

O tratamento da microcefalia deve ser orientado pelo pediatra e neurologista, porém é necessário a intervenção de enfermeiros, fisioterapeutas e outros terapeutas para ajudar a criança a se desenvolver com o mínimo de limitações possível.

Assessoria.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *