Morre o arapiraquense Maxwel Lúcio

Por em 26 de Dezembro de 2017

Serventuário da Justiça lutava contra um câncer e era integrante Rotary Clube

Faleceu, na noite desta segunda-feira (25) o serventuário da Justiça, Maxwell Lúcio Barbosa, idealizador do “Projeto Café e Acolhimento”, que recebe família e pacientes que fazem tratamento de câncer em Arapiraca.

Maxwell lutou, por anos, contra o câncer e realizou um transplante de medula há alguns meses. A notícia de sua morte abalou vários arapiraquenses que conheciam sua luta e seu trabalho de combate ao câncer. Ele era integrante do Rotary Clube Arapiraca.

O serventuário da Justiça recebeu o primeiro diagnóstico de câncer na medula em 2010, desde então a doença provocou complicações, mas não tirou sua motivação e força de vontade.

“Quando a pessoa recebe a notícia, tem duas opções: se entregar ou reagir. O resultado de quem se entrega é mais triste, e quem escolhe reagir novamente precisa escolher como vai encarar a doença; eu escolhi passar por isso da melhor maneira possível. Eu acredito que o que a gente dá, a gente recebe de volta. Se somos pessoas tristes, negativas, é só negatividade que a gente recebe das pessoas. Do mesmo jeito, quem distribui sentimentos bons, recebe o mesmo de volta”, afirmou Maxwell, em entrevista para um site de notícias, há alguns anos.

Os bons sentimentos distribuídos por ele se transformaram na casa Café e Acolhimento, criada por ele e mantida com apoio financeiro de amigos e da sociedade arapiraquense, para receber pacientes e acompanhantes de outras cidades que passam por tratamento de oncologia em Arapiraca.
De acordo com informação de familiares, o velório será realizado em uma das capelas do cemitério São Francisco de Assis e o sepultamento as 16 h desta terça-feira (26).

Redação com Já é noticia.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *