Desabastecimento de UBS e Postos de Saúde é criticado por vereadores em Arapiraca

Por em 13 de Dezembro de 2017

Aprovação do convênio pelo Legislativo de Arapiraca foi há cinco meses, denuncia vereador Moisés Machado

O Vereador Moisés Machado (PDT) usou a tribuna da Câmara Municipal na sessão dessa terça-feira (12) para tecer severas criticas a lentidão da atual gestão. Ele lembrou que a Câmara Municipal aprovou por unaminidade projeto do Executivo que oficializou convênio para Adquirir os medicamentos de forma compartilhada com o objetivo de adquirir bens de forma compartilhada com o Consórcio Intermunicipal do Sul do Estado de Alagoas, o Conisul.

De acordo com o vereador, decorridos cinco meses os postos de saúde e unidades básicas continuam desabastecidas, prejudicando a população carente. O programa de saúde bucal também está paralisado em todo o município desde o inicio da gestão do prefeito Rogério  Teófilo (PSDB)

O projeto aprovado autorizou o Município fazer a aquisição através de compras de insumos nas áreas médica, odontológica, especializada, ambulatorial e de assistência farmacêutica, de forma direta ou indireta, suplementares ou complementares ao Sistema Único de Saúde (SUS).

Uma equipe de vereadores formada por Moisés Machado, Léo Saturnino, Sergio do Sindicato, Fábio Henrique e Ricardo Nezinho realizaram mais uma visita de inspeção a quatro unidades básicas de saúde e comprovaram o total descaso da gestão municipal com a área de saúde.

Os postos desde a aprovação do convênio não receberam nenhuma remessa de medicamento. De acordo com Mjoisés Machado os dentistas estão cumprindo o horário nas UBS apenas para garantir o  emprego, no entando sem realizar nenhum atendimento odotológico a população.

Moisés Machado citou o caso da odontologa do posto de Bananeiras que reside em Maceió e vem todos os dias para seu posto de trabalho apenas para marcar presença. “Isso é uma falta de respeito do prefeito Rogério Teófilo com a população de Arapiraca” desabafou Moisés Machado.

Cobrança do IPTU assunto não é debatido

Moisés Machado teceu criticas a falta de uma discussão ampla no Legislativo sobre o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). Explicou que fez um Requerimento em abril deste ano objetivando uma discussão sobre valores cobrados até exorbitantes e até o presente momento o prefeito não autorizou ou mesmo mandou sua equipe de finanças para discutir o assunto de forma democrática e transparente.

Para Moisés Machado, o prefeito Rogério Teófilo não está sendo trasparente na sua gestão, citando como exemplo o requerimento de autoria do vereador Sérgio do Sindicato que pediu número de servidores contratados, valores das conbtratações e locais onde estão prestando os serviços e até o momento nuca foi enviado ao Legislativo.

Assistência social com muito dinheiro

O vereador Fábio Henrique (PCdoB) usou a tribuna para tecer criticas a secretaria municipal de Ação Social que recebe um valor alto de recursos federais e não realiza nenhum projeto social. De acordo com o vereador, a pasta vai ter que devolver recursos simplesmente por que não foram aplicados. Fábio Henrique criticou a não realização do pograma do governo federal Criança Feliz em Arapiraca na atual gestão. O programa tem o objetivo de assistir crianças de 0 a seis anos de idade.

O vereador Léo Saturnino falou de sua viagem em Brasília onde manteve contatos com o deputado federal Paulo Fernandes dos Santos (Paulão) que anunciou recursos através de mendas para Arapiraca para revitalização da Praça Afranio Leges (Rodoviária). Recursos para a Vila de São José e outras comunidades rurais de Arapiraca. De Autoria do senador Fernando Collor recursos para a revitalização do bairro Manoel Teles. Léo Saturnino também destacou a liberação de recursos para Arapiraca pelo senador Renan Calheiros.

Descaso com a iluminação pública

Leo Saturnino voltou  a criticar o descaso com a iluminação pública de Arapiraca, irregularidades na coleta de lixo e o desabastecimento das unidades básicas de saúde. Léo Saturnino criticou a costrução da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) com recursos do governo federal e a contrapartida da Prefeitura ao lado do Cemitério Pioo XII no bairro Baixa Grande.

Para o vereador, é inconcebível a manutenção e o funcionamento de uma UPA ao lado de um cemitério onde existe o perigo iminente de contaminação através do ar e da poeira. Léo Saturnino explicou que solicitou da secretaria Municipal de Obras e da secretaria muniicipal do Meio Ambiente um laudo sobe o impacto ambiental e até o momento não foi atendido. “Esta obra pode está condenada a se transformar em um “elefante branco” lamentou.

O vereador Rogério Nezinho (PMDB) em seu pronunciamento criticou a falta de ações da Prefeitura de Arapiraca nas áreas da saúde, educação, limpeza pública e assegurou que o único responsável por esse cáos na cidade mais importante do interior do Estado é o prefeito Rogério Teófilo. “Não culpo os secretários municipais, de eles não correspondem o prefeito tem a obrigação de substitui-los” desabafou.

No entender de Rogério Nezinho, o prefeito Rogério Teófilo parece que não mora em Arapiraca, não ouve as emissoras de rádios locais e nem ler os jornais.

O vereador Sergio do Sindicato em seu discurso, que teceu criticas ao setor de iluminação pública que há quase um ano não realiza licitação para a compra de equipamentos. O prefeito Rogério Teófilo precisa respeitar o povo de Arapiraca que ele em campanha garantiu que estava preparado administrar. Sergio do Sindicato criticou a total falta de iluminação em toda a cidade de Arapiraca. “O prefeito gastou R$ 700 mil para a iluminação do Natal no Bosque das Arapiracas e deixou toda a cidade em pleno Natal as escuras, criticou.

 

 

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *