MPF vai ouvir na próxima semana o deputado estadual Severino Pessoa

Por em 17 de Novembro de 2017

Secretário municipal de Agricultura de Arapiraca, Roberto Amaral  já foi ouvido com o chefe da garagem municipal

O promotor Napoleão Amaral que iniciou as investigações que envolve o deputado estadual Severino Pessoa (Sem partido) numa suposta utilização de um trator e uma retroescavadeira  do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) a disposição da Prefeitura Municipal de Arapiraca em uma propriedade particular localizada na Rua Manoel Protásio, no bairro Alto do Cruzeiro em Arapiraca. Nos próximos dias o promotor vai ouvir o parlamentar sobre o seu envolvimento em um eventual crime de improbidade administrativa.

Como se trata de um programa do Governo Federal o promotor encaminhou o inquerito para a esfera do Ministério Público Federal. Napoleão Amaral, já ouviu o secretário municipal de Agricultura, Roberto Amaral, responsável pelos equupamentos. O titular da pasta é o segundo a assumir a pasta da Agricultura em menos de um ano da gestão do prefeito Rogério Teófilo. O primeiro, o engenheiro agronomo, e ex-vereador Júlio Houly pediu demissão do cargo.

O promotor ouviu em seguida, o chefe da garagem do município que é o responsável pelos equipamentos, motoristas e operadores de máquinas. Os equipamentos foram flagrados pelo promotor Napoleão Amaral, após denuncas, trabalhando em uma demolição no terreno que seria do deputado Severino Pessoa. No momento foram gravados videos e feito fotografias do flagrante. O promotor ouviu testemunhas que se encontravam no terreno no mesmo dia que o parlamentar esteve no imóvel coordenado os trabalhos de demolição.

Um dos pontos da investigação do Ministério Público Federal é saber de quem e a responsabilidade da autorização, exploração e uso indevido das máquinas e a serviço de quem estavam operando. O promotor determinou agilidade no processo administrativo. A depender das investigações o parlamentar poderá responder pelo crime de improbidade administrativa.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *