Grupo situacionista em Arapiraca poderá implodir em 2018

Por em 15 de Novembro de 2017

Disputa será acirrada e difícil para os postulantes a ALE e Câmara dos Deputados dos pré-candidatos do grupo do prefeito Rogério Teófilo

As eleições proporcionais em 2018 em Alagoas será uma das mais difíceis mesmo para quem vai para a releição e, sobretudo para os novos postulantes sem experiencia politica, liderança e serviços prestados a comunidade.  O voto livre será  muito bem disputado no segundo colégio eleitoral  do Estado que está com um volume considerável de pré-candidatos a deputado estadual e federal .

Além do descrédito e desgastes de muitos politicos com o envolvimento em operações de combate a corrupção e a improbidade administrativa através de investigações do Ministério Público Federal e a Polícia Federal.  Para esses politicos será  díficil mesmo  conquistar o volume de votos necessários para se eleger, após a aprovação da reforma politica.

Os postulantes à Câmara dos Deputados terão que conseguir 160 mil votos para fazer o primeiro eleito da coligação. Quanto aos postulantes a Assembleia Legislativa Estadual (ALE), estima-se que terão que conseguir acima de 56 mil votos para fazer o primeiro deputado da coligação.

Para a eleição de 2018 o quociente eleitoral (resultado dos votos de uma divisão) deverá aumentar em relação ao pleito de 2014.Na última eleição os campeões de votos em 2014 foram JHC-(PSB)135.929 votos, para deputado federal e Rodrigo Cunha (PSDB) 60.756 votos para deputado estadual. Sua votação foi expressiva em Maceió, em Arapiraca obteve pouco mais de 8 mil votos.

Rodrigo Cunha ainda não definiu se vai disputar  a reeleiçao ou disputar uma das vagas para a Câmara dos Deputados. Em Arapiraca o deputado estadual Severino Pessoa (sem partido) ja anunciou que vai disputar um mandato de deputado federal. Pessoa é aliado do prefeito Rogério Teófilo (PSDB) domina duas principais secretarias municipais educação e saúde e a esposa a vice-prefeita Fabiana Pessoa deve disputar um mandato de deputada estadual.

Implosão do grupo situacionista

Com o volumoso número de pré-candidatos a Assembleia Legislativa Estadual com pré-candidatos privilegiados a exemplo da vice-prefeita Fabiana Pessoa (PSC) e do filho do prefeito Rogério Teófilo (PSDB) Moacir Teófilo Neto, poderá ocorrer uma implosão no grupo situacionista na disputa pelo uso da máquina administrativa para finns eleitorais.

Os demais pré-candidatos do grupo do prefeito Rogério Teófio, são; Breno Albuquerque (PDT) filho do ex-deputado estadual Dudu albuqerque e possivelmente Aurélia Fernandes (PSB). A Justiça Eleitoral deve ficar atenta as manobras políticas em 2018 no Centro Administrativo. Evidentemente, o gestor vai usar a máquina administrativa para tentar eleger o filho para conquistar o primeiro mandato da sonhada carreira politica iniciando pela Casa de Tavares Bastos.

Essa pratica politica foi usada pelo então prefeito Severino Leão há décadas passadas para eleger o irmão, Demuriez Leão deputado Estadual.  Essa pratica foi usada também pela ex-prefeita Célia Rocha (PTC) para eleger o filho, Daniel Rocha vereador por Arapiraca. A Justiça Eleitoral deve está bem atenta a essas mamobras do poder público nas eleições 2018 em todo o Estado e particularmente no segundo colégio eleitoral do Estado a cidade de Arapiraca.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *