Rota de colisão na Uneal entre Reitor e vice

Por em 30 de Setembro de 2017

A Universidade Estadual de Alagoas (Uneal) em Arapiraca, no Agreste de Alagoas, vivencia um clima de tensão. A política partidária está sendo a gota d’água o vice-reitor da instituição o de ensino superior, Clébio Araújo, confirmou o rompimento com o atual Reitor. Jairo Campos, e será candidato a deputado estadual nas próximas e, 2018. Por outro lado,  Jairo Campos vai apoiar o professor do curso de Geografia e chefe de gabinete da Reitoria, Odilon Máximo. Em seu perfil pessoal no Facebook, Clébio postou contra demissões que estão acontecendo na instituição.

Rota de colisão 02

Para ele, “quer conhecer alguém, dê poder a ele”. Ainda segundo o vice-reitor, em entrevista ao radialista Nelson Filho, (RNN) disse que não é nem mais informado sobre as colações de grau. De acordo com Clébio, Jairo Campos decidiu, desde o início do seu segundo mandato, em 2014, que seguiria carreira política visto que não pode mais ser Reitor, e como as eleições estão se aproximando ele está utilizando a Universidade como “campo” para a sua campanha no ano que vem, inclusive os cargos.

Lessa articula aliança com RF

Ronaldo Lessa foi liberado pelo diretório nacional do PDT a fechar aliança que marcará a volta do PDT para a base de apoio do governador depois que Renan Filho passou para a oposição a Michel Temer. A partir do entendimento que vem sendo costurado com o governador, o PDT indicará um nome para o primeiro escalão do governo Renan Filho. Tudo indica que Rafael Brito, hoje na Desenvolve, pode assumir a Sedetur, atualmente com Hélder Lima – na cota pessoal do governador.

Lessa articula aliança com RF 02

Nos bastidores do grupo politico de Ronaldo Lessa Ronaldo estaria existindo forte  reação a aliança. Alguns desaprovam essa união com os Calheiros, principalmente diante do fato do PMDB está atolado em nível nacional em uma série de denúncias na Lava Jato. Parte do grupo acha que Lessa terá um desgaste muito grande se formalizar mesmo esta aliança, que deve acontecer ainda esta semana. Nesse projeto politico, Ronaldo  terá que se desligar do grupo de Rui Palmeira, que queria a permanência do deputado e ex-governador, para formar uma grande aliança  para 2018.

Aliança de Lessa com RF divide opiniões

Com esta decisão que agrada a uma parte do grupo e desagrada a outros, Ronaldo Lessa  terá que abdicar de qualquer possível candidatura ao governo do Estado em 2018 ou ao Senado. Com a pssovel união o ex-governador terá  se contentar apenas com sua reeleição para a Câmara dos Deputados e evidentemente, trabalhar dobrado para se reeleger diante de muitos concorrentes para as nove vagas. Essa união ainda poderá ter desdobramentos, vamos aguardar as cenas dos próximos capítulos.

Chapa federal concorrida

As nove vagas de deputado federal por Alagoas na eleição 2018, serão muito concorridas, casos os anuncios de pré-candidatos se concretizem  em torno dos pré-candidatos. Comenta-se em Heloisa Helena, Rodrigo Cunha, Gilvan Barros e Severino Pessoa. Além desses nomes vão para a luta pela reeleição com força os que estão no mandato. Em Arapiraca, o deputado estadual Severino Pessoa sonha em chegar a Câmara dos Deputados e tem pretensões de lançar a esposa, a vice-prefeita Fabiana Pessoa na disputa por uma das 27 vagas na ALE.

Corrida para federal em Arapiraca

De acordo com o blog do jornalista Edivaldo Júnior a corrida para deputado federal em Arapiraca ganhou novos personagens e um novo líder. Com a retirada do nome do deputado estadual Ricardo Nezinho (PMDB), que vai disputar a reeleição, a liderança passou para o deputado federal Ronaldo Lessa (PDT) O levantamento do Ibrape, o sexto divulgado este ano, foi realizado entre os dias 23 e 24 setembro de 2017, com 800 eleitores de 16 anos ou mais, em todos os bairros e povoados de Arapiraca.

Corrida para federal em Arapiraca 02

O intervalo de confiança é de 95% e a margem de erro de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos. Assim como ocorreu no final de julho, há dois meses, o Ibrape está realizando o levantamento nas maiores cidades do estado. No resultado divulgado esta semana, o melhor desempenho foi do deputado federal Ronaldo Lessa, que já avisou: é candidatíssimo à reeleição. Quem também ganhou com a saída de Nezinho da disputa foi o deputado estadual Severino Pessoa. Pré-candidato a deputado federal, ele aparece em segundo, com 10,6%. Já Rodrigo Cunha, que manteve a terceira posição, também cresceu na pesquisa e agora tem 9,7%.

O plano dos Calheiros

Os grupos de  oposição ao governador Renan Filho (PMDB) e ao Senador Renan Calheiros (PMDB) propagam os planos da dupla para os próximos anos objetivando o domínio total de Alagoas. O pai senador e o filho governador controlam o PMDB e querem ocupar espaço máximo no Estado. São candidatos à reeleição, em 2018, e em 2022 querem fazer Renan Filho senador, na vaga que hoje é ocupada por Fernando Collor. Dando certo, pai e filho seriam senadores ao mesmo tempo. Collor tem seu mandato até 2022 e deve ser candidato a reeleição. O tempo dirá seu destino.

Compromisso de Júlio Cezar

O deputado estadual Severino Pessoa que já anunciou que é pré-candidato a deputado federal em 2018, tem compromisso de “prego batido e ponta virada” com o prefeito de Palmeira dos Índios, Júlio Cezar (PSB) no apoio a pré-candidatura da sua esposa a vice-prefeita de Arapiraca Fabiana Pessoa para estadual em 2018. Pessoa teria argumentado com amigos que Júlio Cezar pode ficar a vontade no apoio para federal, no entanto para estadual está fechado com ele. Em Palmeira dos Índios o prefeito tem um outro aliado politico que vai para a reeleição, o deputado estadual Edval Gaia Filho (PSDB).

Compromisso de Júlio Cezar 02

Val deixou de apoiar na eleição de 2016, a candidata de James Ribeiro, a médica Verônica Medeiros, a sua sucessão para apoiar Júlio Cezar Em tempo, Val é cunhado de James Ribeiro recentemente filiado ao PRTB e vai para a disputa por uma das vagas na Assembleia Legislativa Estadual em 2018. Pelo visto a disputa por votos para deputado estadual na “Princesa do Sertão será bastante acirrada. Tanto James Ribeiro como Val Gaia deverão buscar apoios em outros municípios do Agreste e Sertão.

Rota de colisão

De acordo com as últimas noticias veiculadas nos portais do Estado, a saída do deputado estadual Rodrigo Cunha e do prefeito de Maceió, Rui Palmeira do PSDB é certa, é só uma questão de tempo. Já o presidente estadual do PSDB, Teotônio Vilela nega essa possibilidade. Tanto Rodrigo Cunha como Rui Palmeira são contrários a dobradinha Renan Calheiros e Téo Vilela para o Senado.

 

 

 

 

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *