Instalação do IC em Arapiraca é figura de retórica

Por em 9 de Setembro de 2017

A instalação de um núcleo do Instituto de Criminalística (IC) em Arapiraca vem sendo desde a gestão do ex-governador Teotônio Vilela Filho que no final do governo passou a bola para o governador Renan Filho, um discurso de retórica. Supostamente apresenta a verdade, mas na real intenção persiste na ideia da enganação e, sobretudo em ludibriar o povo de Arapiraca. Tem culpa o governador Renan Filho, o vice-governador Luciano Barbosa e o prefeito Rogério Teófilo e a ex-prefeita Célia Rocha.

Instalação do IC 02

Na última quarta-feira (06) um trabalhador identificado como Fernando Danilo da Silva 60 anos morreu após cair de uma retroescavadeira na Avenida José Alexandre em Arapiraca.

Para tristeza e constrangimento dos familiares do morto, e da população de Arapiraca, o corpo do trabalhador, pai de família, permaneceu jogado ao asfalto da Avenida mais de seis horas no agurdo da chegada dos peritos do IC para a realização da pericia e a remoção do corpo para o Instituto de Medicina Legal de Arapiraca (IML).

Instalação do IC 03

O descaso e, sobretudo a falta de respeito com um ser humano motivou um rosário de criticas nas redes sociais direcionadas ao governo do Estado pela não instalação do IC em Arapiraca, mesmo diante das garantias  de que instalaria o orgão em um prazo de 30 dias. Um imóvel chegou a ser alugado, para o funcionamento do órgão na Avenida Miguel Correia de Amorim, próxima a Central de Polícia Civil. A instalação do orgão constantemente é cobrada pelos deputados estaduais Tarcizo Freire (PP) e pelo aliado do governador Ricardo Nezinho (PMDB) no etanto sem nenhum efeito.

Rui pode mudar de partido

Voltaram a circular nos bastidores da política os rumores sobre uma possível troca de partido do prefeito de Maceió, Rui Palmeira. O gestor estaria de malas prontas para deixar o PSDB, podendo desembarcar em uma nova sigla partidária. Uma das possibilidades é o DEM. Uma eventual troca de partido de Rui Palmeira pode mudar a estratégia do ex-governador Téo Vilela. Candidatíssimo ao Senado, ele ficaria “livre” para diferentes composições – incluindo a volta da dobradinha com Renan Calheiros.

PSD deve apresenrar nome para federal

O PSD de Alagoas, que atualmente está sob a tutela do ministro e deputado federal Marx Beltrão, pode trocar de mãos em Alagoas. Isso porque o diretório nacional do partido quer que seja assegurado o lançamento de uma candidatura a deputado federal viável pela legenda no Estado.O deputado federal licenciado e ministro Marx Beltrão estácom o comando de vários partidos pequenos no Estado.

Mudança no cenário politico

Ex-prefeita Célia Rocha (PSL) vem conversando intensamente com lideranças politicas  com vistas a eleição do próximo ano. De acordo com analistas politicos a previsão é de que Arapiraca fará, folgado, dois deputados federais e seis deputados estaduais. NO entanto o cenário politico poderá mudar totalmente caso o senador Fernando Collor decida entar na disputa pelo governo do Estado. Collor é franco atirador, tem forte carisma, popularidade e pode ser o fato novo em 2018.

Hospital do Agreste triplica capacidade

A capacidade de internação do Hospital do Agreste em Arapiraca vai triplicar nos próximos dias. As obras de expansão estão 95% concluídas e depois de dez anos a recuperação é uma realidade. Atualmente a Unidade de Arapiraca dispõe de 40 leitos e vai passar para 120. A ampliação da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) passará de 7 leitos para 21. A Unidade do Agreste garante o atendimento à população de 46 municípios, além de pacientes dos estados de Sergipe, Pernambuco e Bahia. A unidade foi implantada em Arapiraca no primeiro governo de Ronaldo Lessa, atualmente deputado federal.

Hospital triplica capacidade 2

A Unidade  também vai ganhar um Centro de Tratamento para Vítimas de Acidente Vascular Cerebral (AVC) e contará com uma equipe de profissionais especializados. Receberá ainda modernos equipamentos hospitalares como cardioversores, desfibriladores, monitores, ventiladores mecânicos, aparelhos de anestesia, bisturis elétricos e outros instrumentos de uso cirúrgico. A compra de equipamentos e do mobiliário segue em paralelo as obras estruturais. O Governo do Estado é responsável pela execução das obras, supervisionadas pela Secretaria de Estado da Saúde.

Colégio Tiradentes estreia

Com atividades iniciadas em fevereiro deste ano, o Colégio Militar Tiradentes fez sua estreia em desfiles cívicos, na manhã desta quinta-feira (7), pelas ruas centrais de Arapiraca, durante a celebração dos 195 anos da Independência do Brasil. Sob a direção da professora Quitéria César e coordenação de disciplina do coronel Azevêdo, os alunos e alunas do Colégio Militar de Arapiraca desfilaram em quatro pelotões, cada um com 30 jovens, totalizando 120 estudantes que trajavam uniformes de gala para o evento.O colégio foi construído no primeiro mandato do vice-governador e secretário de Estado da Educação Luciano Barbosa. 

Rota de colisão

A convivência política do ministro Marx Beltrão (PSD) com o presidente estadual do PMDB em Alagoas senador Renan Calheiros, não é nada democrático e dificilmente o ministro do Turismo continuará no partido. De uma canetada só, o governo federal, através de Marx Beltrão, defenestrou todos os indicados de Renan na Eletrobras Alagoas, antiga Ceal, a começar pelo presidente, engenheiro Vladimir Abreu. Agora, Adjair Vieira Barbosa é o mandatário mor da Eletrobras, além de outras indicações políticas para as áreas Comercial.

Impossivel

Para o secretário do diretório estadual do PSDB, Claudionor Araújo, é praticamente impossível uma aliança para a eleição 2018 voltando entre o senador Renan Calheiros e e o ex-governador Téotônio Vilela na disputa pelas duas vagas ao Senado. Seu argumento  não há como conciliar a disputa pelo governo, já que Renan Filho concorrerá à reeleição e o PSDB terá um candidato. Na outra ponta da linha em nível nacional a presidência nacional do PMDB, está de olho bem vivo na executiva estadual do PMDB em Alagoas comandado pelo senador Renan Calheiros e o governador Renan Filho.

 

Médicos rejeitam trabalhar no interior de Alagoas

 

A noticia foi veiculada na coluna Diário do Poder do jornalista Claudio Humberto “Depois de dois meses de procura, o Posto de Saúde Cecília Farias, localizado no Sítio Camaratuba, em de Olho d’Água das Flores, a cerca de 200 km de Maceió, finalmente encontrou um médico para atender a demanda dos pacientes da região.

Para a secretária municipal de Saúde, Isabel Moura, o que dificulta a procura por médicos para atuar na rede é a carga horária. “São 8 horas diárias por R$ 8,6 mil, líquidos. Enquanto em um plantão dá para fazer de R$ 1,5 mil a R$ 2 mil. É claro que vão querer os plantões”, dz ela, que recorreu a um anúncio nas redes sociais para tentar resolver o problema”.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *