O desembarque no PSB em todo o Estado muda o cenário politico em 2018

Por em 12 de Agosto de 2017

Kátia Born deve sair do PSB  junto com pelo menos 50 filiados, entre os quais o prefeito de Palmeira dos Índios (Júlio Cezar) e o deputado estadual Inácio Loiola. A ideia é que entrem, em bloco, numa outra legenda – provavelmente o PDT de Ronaldo Lessa.
JHC bem que tentou evitar o desembarque de Born e companhia. Com os ânimos acirrados, não deu. Agora, o deputado diz que vai cuidar de reorganizar o partido, começando pelo Sertão: “Vamos reorganizar, onde for preciso, os diretórios”, avisa.A vereadora por Arapiraca Aurélia Fernandes, fialiado ao PSB ainda não definiu seu novo destino partidário.

Luciano Barbosa anuncia concurso na área de educação

O vice-governador de Alagoas e secretário de Estado  de Educação, Luciano Barbosa (PMDB)  anunciou , que o concurso da rede pública estadual de ensino vai ofertar cerca de 800 vagas para professores. O governador Renan Filho (PMDB) também já garantiu a realização do certame que está nos últimos trâmites na Secretaria de Estado do Planejamento e Gestão (Seplag). Não há, porém, previsão para que o edital seja publicado.

Ensino integral

Luciano Barbosa afirmou também que as vagas a serem ofertadas serão destinadas ao cargo de professor de ensino integral. Os aprovados devem ser lotados nas escolas que adotam esse sistema de ensino. “Estamos concluindo os últimos detalhes do Termo de Referência para lançarmos o edital. O governador Renan Filho, em breve, deve fazer o anúncio oficial”, explicou.

Palavra dada

Apesar de ainda não haver uma data para a realização do certame, o governador já havia afirmado, em outras ocasiões, que além dos concursos públicos para a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros – que estão em andamento -, também estão previstos para 2017 a disponibilização de vagas para três órgãos estaduais: a Controladoria Geral do Estado (CGE) e as secretarias da Fazenda e da Educação.

Ano Letivo será concluído em 2018

Após 93 dias em greve, os trabalhadores da rede municipal de ensino de Arapiraca decidiram encerrar a maior paralisação da história da Educação na terra de Manoel André. O anúncio foi feito em assembleia ocorrida na última  quinta-feira (10), na Escola Hugo Lima, no centro da cidade. A categoria reivindicava 7,64% de reposição salarial, mas decidiu aceitar a proposta de 2,33%, que havia sido estipulada pela prefeitura. Segundo o presidente no Núcleo Regional do Sindicato dos Trabalhadores da Educação de Alagoas (Sinteal), André Luiz da Silva, a categoria vai cobrar a reposição retroativa ao mês de abril, que é a data-base dos trabalhadores.

Ano letivo 02

Além disso, o sindicato aguarda a reposição dos valores descontados nos salários dos servidores. André Luiz também revelou que a categoria deve sentar novamente com o prefeito Rogério Teófilo e os membros da comissão no mês de novembro, para discutir o complemento do reajuste salarial .

A previsão é de que as aulas sejam iniciadas na próxima segunda-feira (14) para recuperar o ano letivo, que deverá ir até abril de 2018. Os prejuizos para a juventude da maior greve da história de Arapiraca ainda são omprevisiveis que sirva de reflexão para o prefeito Rogério Teófilo (PSDB) um grande erro onde não deveria ter cometido.

Girau do Ponciano

A Promotoria de Justiça de Girau do Ponciano expediu recomendação ao chefe do Poder Executivo daquele município, Davi Ramos de Barros, pedindo a redução no valor do contrato firmado com o Posto de Gasolina Autopel (Auto Posto Progresso Ltda), estimado em R$ 3.595.210,30. A empresa foi contratada pela Prefeitura para prestar serviços no período entre julho e dezembro deste ano e o montante destinado a ela ultrapassou, significativamente, aquele pago nos três anos anteriores.

Girau do Ponciano 02

De acordo com o promotor de Justiça Kleber Valadares, o valor contratado para 2017 majorou o consumo mensal em mais de R$ 200 mil, se comparado com o ano passado e isso ocorreu sem justificativas convincentes. Com base no artigo 65, da Lei nº 8.666/93 – a Lei de Licitações – a Promotoria de Girau do Ponciano recomendou que a Prefeitura suprima “por acordo ou unilateralmente, o valor inicial atualizado do contrato para que se atinja patamares razoáveis de fornecimento de combustíveis, considerando a demanda de anos anteriores, sob pena de ajuizamento de improbidade administrativa”.

Posto de combustível

Ao posto de combustíveis, Kleber Valadares orientou que a empresa “emita, sempre, a nota ou cupom fiscal referente a cada abastecimento” Ainda na recomendação, o promotor de Justiça mencionando os princípios básicos da legalidade, moralidade, igualdade e proibida administrativa e fez um comparativo de valores referentes ao fornecimento de combustíveis à Prefeitura nos seis meses de 2017 com os anos de 2014, 2015 e 2016. “Não é concebível um aumento demasiado como o que constatamos. Temos de cobrar explicações do gestor é adotarmos providências. A Promotoria confirmou que, mensalmente, há um acréscimo de mais de duzentos mil reais no abastecimento e não dá para ficar inerte diante dessa disparidade”, afirmou Kleber Valadares.

Cidade sem lei

Localizada no alto Sertão do Estado, com uma população estimada em 26.146 habitantes, Santana do Ipanema, comandada pela família Bulhões há várias décadas, tornou-se uma cidade sem lei. A afirmação é do radialista Fernando Valões. O prefeito Isnaldo Bulhões (PMDB) usa a prerrogativa da Lei Delegada e a conivência e complacência da Câmara Municipal para cometer sucessivas irregularidades na sua gestão, a exemplo de contratação de empresas sem licitação. Recentemente o gestor publicou no Dário Oficial o extrato de alguns contratos feitos com empresas para diversos serviços.

Cidade sem lei 02

Quatro resumos foram publicados e uma supopsta semelhança entre eles é que todos usaram a chamada dispensa de licitação. Um deles chamou a atenção pelo valor maior. Trata-se do acordo com a empresa Core Ambiental, que fechou prestação de serviço no valor global de R$ 2.106.540, pelo prazo de 180 dias, período de seis meses. De acordo com o comunicador, quem circula na cidade sertaneja pode constatar que, desde o primeiro mês do ano, não existem máquinas ou trabalhadores uniformizados a serviço da referida empresa. Segundo Valões, a Prefeitura dispõe de dois caminhões compactadores, duas caçambas e 40 garis percebendo salário mínimo.

 

 

 

 

 

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *