ASA precisa agora ser 100% se ainda quiser sonhar em permanecer na Série C

Por em 22 de Agosto de 2017

Esta segunda-feira é de folga no ASA. O Gigante segue em Arapiraca (AL), onde no próximo domingo recebe a visita do Cuiabá. Restam três partidas para o encerramento da fase classificatória da Série C do Campeonato Brasileiro 2017 e a situação do alvinegro arapiraquense piorou após os resultados da 15ª rodada, dentre eles nova derrota da equipe do treinador Marcelo Vilar, agora para o Moto Club.

O placar adverso de 1×0, na tarde desse domingo, faz com que a distância do ASA para sair da zona da degola tenha aumentado para quatro pontos: o Fantasma de Alagoas segue em décimo, com 12 pontos, enquanto que Confiança e Moto Club – seus mais aproximados adversários – estão com 16 (respectivamente nono e oitavo colocados).

O meia Rafael Tavares analisou o que foi este último jogo:

– Está difícil. A gente tenta, tenta, mas não consegue fazer o gol. Surgiram muitas oportunidades, mas não fomos felizes ao concluir. Temos que levantar a cabeça, continuar acreditando e honrar a camisa nestes últimos confrontos que nos restam.

No próximo domingo, às 16h, o ASA enfrenta o Cuiabá no Estádio Coaracy da Mata Fonseca. O Cuiabá, que nesse domingo ganhou do Salgueiro por 1×0, foi a 19 pontos e subiu para a sexta posição.

Para encerrar sua participação na temporada 2017, lutando pela permanência na Série C do Campeonato Brasileiro, o ASA ainda enfrenta o Botafogo-PB, que está com 17 pontos – sexto colocado. O jogo de despedida do Fantasma das Alagoas é contra o Confiança, em Arapiraca.

Agora, o máximo que o ASA pode atingir é 21 pontos – a somatória que no momento tem o Remo e que se encontra na quarta posição do grupo A. Nestes três jogos que restam o ASA precisa ser cem por cento se ainda quiser sonhar em permanecer na terceira divisão do futebol brasileiro.

 Gazeta Web Esportes.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *