Asa fica no empate de 0 x 0 com o CSA

Por em 16 de Julho de 2017

ASA e CSA fizeram na noite deste sábado (15) o clássico alagoano na Série C e o jogo terminou empatado em 0 a 0. A partida realizada no estádio Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca, valeu pela 10ª rodada da competição. O CSA chegou aos 19 pontos e segue na liderança do Grupo A. O ASA, pore sua vez,  está em oitavo, com 11 pontos ganhos e ameaçado pela zona de rebaixamento.

O CSA volta a campo apenas no dia 23, no Rei Pelé. O duelo, válido pela 11ª rodada, será contra o Sampaio Corrêa, às 16h. No dia 24, o ASA vai encarar o Remo, às 21h, no Mangueirão, em Belém.

O jogo

No primeiro tempo, o jogo foi fraco tecnicamente. O CSA se mostrava mais organizado,  enquanto o ASA buscava as jogadas com bolas alaçadas na área, porém sem promover grandes sustos ao goleiro Mota, da equipe do CSA. O time azulino teve pelo menos duas boas chances, uma delas com o atacante Daniel Angulo, que fez sua estreia.

O segundo tempo foi mais movimentado. Logo no início da segunda etapa, o CSA teve duas chances seguidas com Daniel Angulo. Na melhor delas, o atacante equatoriano cabeçeou com firmeza e o goleiro Carlão fez uma grande defesa. O ASA teve boa oportunidade com numa cabeçada do zagueiro André Lima. que o goleiro Mota conseguiu pegar.

O CSA respondeu com Edinho, obrigando o goleiro Carlão fezer outra grande defesa. O ASA voltou a levar perigo com o atacante Jean Carlos, e o goleioro Mota defendeu com o pé. No fim, Jean chutou de longe e a bola acertou no travessão. Assim o jogo terminou mesmo no 0 a 0.

Ficha Técnica

ASA 0 x 0 CSA

Estádio Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca

Árbitro: Rafael Gomes Felix da Silva – SP  Assistentes: Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo – SP e Alex Ang Ribeiro – SP

Renda: R$ R$ 42.440,00 – Público pagante: 2.546 e o Público total: 3.995 torcedores

ASA:  Carlão; Everton, Eron, André Lima e Airton; Mazinho (Nata), Leanderson, Djalma (Rafael Tavares) e Doda; Jean Carlos e Márcio Telê (Viola). Técnico: Marcelo Villar

CSA:Mota; Celsinho, Thales, Lobão e Rafinha; Dawhan, Marcos Antônio (Boquita), Daniel Costa (Francisco Alex) e Edinho (Vanger); Michel e Angulo. Técnico: Ney da Matta

Claudio Barbosa – 7 Segundos.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *