Família denuncia negligência médica na morte de frentista na Upa de Palmeira

Por em 18 de Junho de 2017

Em áudio, a ex-vereadora Elane Balbino denuncia o descaso na saúde e pede providências ao prefeito Júlio Cezar e a secretária de Saúde Kátia Born

Familiares do frentista Fábio Nogueira dos Santos 33 anos, que não resistiu e morreu após cirurgia na vesícula, denunciam negligência médica na morte do paciente, que segundo eles, teria peregrinado por seis dias na rede pública de saúde de Palmeira dos Índios. A pasta da saúde em Palmeira dos Índios tem o comando da ex-prefeita de Maceió, Kátia Born, que exerceu a mesma função em Rio Largo. Seu espaço na gestão de Júlio Cezar foi um acordo político no PSB.

Em áudio veiculados nas redes sociais em tom de revolta, familiar explica que o paciente teria sofrido com o descaso dos médicos, que não diagnosticaram o problema do rapaz, que chegou a dar duas entradas na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Palmeira dos Índios, tendo sido apenas medicado e liberado para casa no mesmo dia sem passar por nenhum exame clínico, além de uma entrada no Hospital Santa Rita.

A família  denuncia da não disponibilização de uma ambulância pela prefeitura para levar Fábio do município para a capital, onde o jovem foi diagnosticado, e necessitou passar por cirurgia.

Em nota, a Prefeitura de Palmeira dos Índios afirmou que uma reunião que contou com a presença do prefeito Júlio Cezar, com equipes da Secretaria Municipal de Saúde, representantes da UPA, o controlador Geral, Klenaldo Oliveira, o procurador do município Marcondes Oliveira, o Secretário de Articulação médico, Emílio Silva e assessores e representantes do Hospital Santa Rita, foi realizada e que será aberta sindicância para apurar responsabilidades.

Confira  a nota divulgada pela Prefeitura de Palmeira dos índios:

Estamos reunidos neste momento, o prefeito Júlio Cezar, com equipes da Secretaria Municipal de Saúde, representantes da UPA, o controlador Geral Klenaldo Oliveira, o procurador do município Marcondes Oliveira, o Secretário de Articulação Dr. Emílio Silva e assessores. Estamos aguardando a chegada dos representantes do Hospital Santa Rita.                       

Paciente Fábio Nogueira dos Santos deu entrada na UPA, sábado, dia 10 de junho, às 12:47, se queixando de dor abdominal há 24h, com 1 episódio de vômito, não tinha diarreia. Foi atendido pela Dra. Marília Magalhães Moraes Freire, que diagnosticou infecção viral não especificada. Foi medicado e teve alta às 15:14, do mesmo dia.

Paciente voltou, na madrugada de domingo (11), às 03:48. Foi atendido pelo Dr. Fábio Oliveira e Silva, que diagnosticou náusea e vômito. Foi medicado e recebeu alta às 20:01. Nesses dois dias não foi feito ou pedido nenhum exame clínico, e nem hemograma.                       

Foi para o hospital, sem ser encaminhado pela UPA, no dia 13 para o hospital Santa Rita e ficou até o dia 16. Não foi diagnosticado nenhum problema de vesícula. Quadro Abdominal Agudo. Prefeito determinou que fosse aberto uma sindicância para apurar responsabilidades.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *