Elizabeth Carvalho manda vereadores trabalhar pelo bem de Palmeira

Por em 8 de Abril de 2017
destaqReação foi após o presidente da Câmara Municipal autorizar a secretaria da Casa, produzir Voto de Repúdio ao Poder Judiciário
O presidente da Câmara Municipal de Palmeira dos Índios, vereador Júnior Miranda (PSL) usou a Tribuna da Casa  na última quarta-feira (05),na sesão ordinária e postou um vídeo em sua página pessoal no Face book para tornar público que autorizaria a secretaria da Câmara produzir e divulgar uma “Nota de Repúdio” contra o Poder Judiciário de Alagoas.
Em seu pronunciamento que está gravado e compartilhada pelo próprio vereador na rede social, Miranda diz que “Esta Casa acata e autoriza a secretaria do Poder Legislativo fazer o Voto de Repúdio ao Poder Judiciário. “Não podemos aceitar esse tipo de coisa. O Judiciário não pode interferir nas decisões do Executivo nem do Legislativo. Cada um que faça o seu papel. Estou dizendo e se isso magoar alguém…não tem problema”, desabafou

 As razões da reação de Miranda
 A cidadã Elizabeth Carvalho, que é desembargadora, emitiu sua opinião em um texto publicado no Portal de Notícias palmeirense sobre o “trem da Alegria” comandado pelo prefeito Júlio Cezar (PSB) numa barganha para empregar familiares de vereadores na Prefeitura de Palmeira dos Índos.
A bem da verdade, no referido texto, Elizabeth, em nenhum momento, cita nomes de vereadores, nem tão pouco do Poder Legislativo. Ela se coloca como cidadã e usa seu direito de livre expressão.
Então, isso nos faz pensar: Onde entra o Poder Judiciário nesse contexto?. Já que, não foi a desembargadora que se pronunciou. Por qual motivo a Câmara está querendo incitar o Judiciário Alagoano devido a uma simples postagem e comentário de face book?.
Elizabeth Carvalho tomou conhecimento da autorização da Nota de Repúdio e, mais uma vez usou sua página pessoal para prestar o seguinte esclarecimento:
“Quero avisar ao Presidente da Câmara de Vereadores de Palmeira dos Índios, Júnior Miranda, que estou no aplicativo Facebook, como cidadã, BETH CARVALHO BETH. Não estou aqui como Desembargadora. Portanto, que fique claro, que meu Facebook é particular, pessoal e não institucional. Aqui, não represento o Poder Judiciário de Alagoas.
E outra coisa relevante, é que postei um comentário no Facebook Estadão Alagoas, da jornalista Grazi Duarte, onde comento sobre a gestão do prefeito Júlio César. Em nenhum momento, mencionei qualquer vereador. Então, sejam prudentes, releiam meu comentário e cuidem em trabalhar pelo povo de Palmeira. Estamos na vigência de um Estado Democrático de Direito, onde existe a respeitosa liberdade de expressão”, desabafou Elizabeth Carvalho.
Com informações do portal F5 Alagoas.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *