Juridico do Asa repudia atitude de torcedor que agrediu verbalmente torcedores do CRB

Por em 15 de Fevereiro de 2017

Torcedor usou carro de som que estava no estádio para a execução do Hino Nacional
Um fato  lamentável ocorreu na noite da terça-feira (14) no estádio Coaracy da Mata Fonseca, logo após a realização da competição entre o Clube de Regatas Brasil (CRB) e a Agremiação Sportiva Arapiraquense (ASA) por 1 a 0 no clássico válido pela 4ª rodada do Campeonato Alagoano. Um torcedor usou o microfone do carro de som que estava no estádio, proferindo palavrões contra torcedores do Clube de Regatas Brasil. O fato repercutiu bastante e muitas pessoas começaram a temer uma punição ao time do ASA, uma vez que ocorreram insinuações que a direção do clube tivesse apoiado o ato. 
O vice-presidente jurídico do clube, advogado José Ventura Filho, postou em sua conta no facebook um texto onde  expressa claramente que a direção alvinegra repudia a atitude do torcedor.
Leia o texto na íntegra:
“O ASA, cumprindo determinação legal, contratou um carro de som para execução do Hino Nacional, já que o Estádio Municipal não dispõe de serviço de alto-falante.
Executado o hino e realizado o show no intervalo do primeiro para o segundo tempo, o contrato com o carro de som se esvaiu, não ficando nenhum tipo de vinculação entre ASA e aquele prestador de serviços.
No final do jogo, por liberalidade do carro, abriram o microfone para torcedor que, de forma condenável, usou de linguagem chula e apequenada, sem nenhuma identidade com a Diretoria da Agremiação Sportiva Arapiraquense.
O que se lamenta igualmente, tanto quanto o ocorrido que recebe a reprovação da Direção do ASA, é ver que, desavisadamente ou mesmo intencionalmente, alguns sites e alguns da imprensa, cuidam de informação distorcida e comprometedora, numa tentativa de dar nódoa à dignidade dessa Diretoria.”

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *