Proprietários de “cinquetinhas” se reúnen para definir turmas para alfabetização

Por em 27 de Janeiro de 2017

Encontro foi organizado pelo deputado estadual Tarcizo Freire na noite desta quinta-feira (26)
O deputado estadual Tarcizo Freire (PP) esteve reunido na noite desta quinta-feira (26) no Centro de Equoterapia no Bairro Nova Esperança com mais de 300 proprietários de “cinquentinhas” não alfabetizados. O objetivo do encontro, foi para definir as turmas que serão alfabetizadas para a regularização dos ciclomotores. Para adquirir a ACC  junto ao Detran-Al.
O encontro organizado pelo parlamentar contou com a presença do presidente da Associação dos Condutores de Ciclomotores do Estado de Alagoas, Severino Lopes além de professores contratados que irão ministrar as aulas para alfabetização dos condutores não alfabetizados e em seguida o processo de regularização com ACC junto ao Departamento Estadual de Transito.  
Objetivando solucionar o processo de regulamentação com mais agilidade, o deputado Tarcizo Freire contratou cinco professores que irão ministrar as aulas no período noturno e aos sábados tendo como local o complexo de Equoterapia. O parlamentar viabilizou esse processo mais rápido com a contratação de professores em razão da não liberação de profesores do Ensino de Jovens e Adultos (EJA) nesse período.
Os proprietários dos ciclomotores serão divididos em turmas de 35 alunos e no caso de reprovação terão asegunda oportunidade com o retorno a auto escola. Tarcizo Freire assegurou que dará todo apoio para os proprietários de “cinquentinhas” regularizarem sua ACC principalmente para as pessoas de baixa renda e que utilizam o meio de transporte nas suas atividades diárias para consegirem o sustento para a sobrevivência. 
O presidente da Associação dos Condutores de Ciclomotores do Estado de Alagoas, Severino Lopes assegurouo que a entidade está fortalecida em Arapiraca no apoio aos propriertários no objetivo de orietar para a regularização dos veículos.  A entidade vem recebendo convites de outras cidades do interior do Estado que querem se organizar em associação objetivando o caminho correto, econimico e seguro para a regulamentação e adquirir a ACC.  

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *