Editora de portal é alvo de sentença da Justiça por danos morais em Palmeira

Por em 11 de Novembro de 2016

Luiz Lôbo afirma que foi vítima de calúnia e difamação por parte da editora do portal de noticias
Sidinéia Tavares
sidineiatavares@gmail.com
Foto Carlo Bandeira
A segunda Vara de Justiça de Palmeira dos Índios decidiu último dia 03, que a blogueira palmeirense Grazianne Duarte, proprietária do portal Estadão deverá pagar uma indenização por danos morais ao ex-secretário municipal de Educação de Palmeira dos Índios, Luiz Lôbo. A ação, foi movida após a blogueira afirmar que uma festa surpresa de aniversário para ele teria sido bancada com dinheiro da Educação municipal. Em entrevista para o Jornal de Arapiraca, Luiz Lôbo explicou que a referida festa foi bancada pelos funcionários da educação. “Uma festa surpresa, em que os funcionários da educação pagaram do próprio bolso”.
Luiz Lôbo afirma que após este episódio, que ele considera lamentável, a blogueira teria, por diversas ocasiões, se utilizando de seu veículo de comunicação para denegrir a imagem do então secretário e taxá-lo como ladrão do dinheiro público, extrapolando o limite da liberdade de expressão.
De acordo com ele, a blogueira teria lhe atacado pessoalmente por saber que ele poderia disputar as eleições municipais de 2016, e também para atingir diretamente o atual prefeito de Palmeira dos Índios, James Ribeiro. “É uma mulher que não tem nível, intelectualmente pobre que se utiliza de um veículo de comunicação para difamar as pessoas. E de suas redes sociais para escrever palavras de baixo nível e inclusive insultar colegas de profissão”, afirmou relembrando uma ocasião que alguns jornalistas estiveram na residência em um evento particular, e foram chamados, através das redes sociais, de “chupa copo”, gays e prostitutas.
O ex-secretário solicitou uma verba indenizatória no valor de 44 mil reais, por acreditar que as acusações contra ele são difamatórias, injuriosas e denigrem sua imagem tanto moral quanto profissional, além de extrapolarem a liberdade de expressão. “A prática da liberdade de expressão não deve infringir os direitos fundamentais dos outros”, disse.
Embora Lôbo tenha entrado com ação pedindo R$ 44 mil, o juiz José Miranda, sentenciou a blogueira a pagar R$ 3 mil mais os custos de todo processo. A decisão não desagradou Luiz Lôbo e ele afirma que não irá recorrer da decisão. “Eu reconheço a precariedade financeira dela. Meu objetivo no processo foi pedagógico. Para que ela saiba que em tudo há limites, inclusive na liberdade de expressão. Mostrar que ela não pode atacar e denegrir a imagem de ninguém pelo veículo de comunicação dela. Essa moça é barraqueira e desequilibrada emocionalmente. Ela deve medir as palavras para falar dos outros”, desabafou.
O ex-secretário municipal informou que ainda está movendo outra ação contra a blogueira, desta vez o caso está no Juizado Especial de Pequenas Causas, ele acusa Grazianne de ter destratado sua esposa, quando as duas se cruzaram em uma agência bancária local. A ação será julgada no próximo dia 17, mas Lobo afirma que abrirá mão de qualquer compensação financeira, caso a blogueira se retrate publicamente, através do blog que possui. “Ela já sofreu uma penalidade financeira, sei que ela não possui dinheiro. Pedirei apenas uma retratação pública”, finalizou o ex-secretário.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *