Vídeo pode ser principal pista para esclarecer esquartejamento em Girau do Ponciano

Por em 15 de Outubro de 2016

Polícia Civil intensifica investigações e não está confirmado que a vítima seria estuprador e matador de duas crianças
A Polícia Civil está intensificando as investigações no objetivo de chegar aos criminosos do homem identificado como Genaldo Vieira dos Santos, 46 anos, que residia na comunidade de Quati zona rural de Arapiraca. A vítima foi barbaramente assinado com golpes de facão, teve as orelhas e o pênis cortados, cabeça decepada e colocado no abdome aberto por um profundo golpe.  
 A forma cruel e chocante como o crime foi praticado obteve grande repercussão em toda região Agreste e no Estado. O diretor de Polícia Judiciária Área 2, delegado  Valdeks Pereira está conduzindo pessoalmente as investigações do hediondo crime registrado no último dia (12) cujo  corpo foi encontrado por populares próximo a Folha Miúda.
Nas investigações estão engajados além do diretor de Polícia Judiciária, o delegado de Girau do Ponciano, Itamar Uchoa e equipe da Delegacia Regional de Arapiraca. Um vídeo gravado possivelmente por um homem,  veiculado e compartilhado  nas redes sociais pode ser a principal pista para a Polícia Civil chegar aos criminosos.  A gravação teria sido feita em um aparelho celular gravado por uma terceira pessoa mostrando as imagens fortes e chocantes da barbárie praticada por duas mulheres ainda jovens, que aparecem nas imagens sem mostrar os rostos.
A Polícia Civil supõe que a vítima teria sido esquartejada ainda com vida e aparece nas imagens com os braços amarrados para trás acima da cabeça. Duas mulheres usam facões para mutilar a vítima e em seguida decepam as orelhas e o pênis da vítima. Durante a ação de barbárie as mulheres falam entre si, e se percebe a voz da terceira pessoa que faz as imagens.

Após o corpo ficar exposto a curiosidade das pessoas  inclusive crianças, após ser periciado pelo 
Instituto de Criminalística (IC) foi removido para o Instituto Médico Legal de Arapiraca (IML) e horas depois  foi reconhecido por familiares. De acordo com agentes da Polícia Civil, até o momento, não está confirmada que a vitima seria um estuprador e teria assassinado duas crianças.  A Polícia Civil deve a partir do inicio da semana ouvir familiares da vítima que através de depoimentos possam chegar aos criminosos e esclarecer o bárbaro crime. 

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *