Prefeitos eleitos estão com candidaturas pendentes de julgamento

Por em 9 de Outubro de 2016

No Agreste, estão na pendência Joãozinho Pereira, de Teotônio Vilela, Zé Adelson de Olho D’água Grande e Arnaldo Higino de Campo Grande  
Um total de doze prefeitos eleitos nas eleições de 02 de outubro em várias regiões do estado de Alagoas, aguardam decisões da Justiça Eleitoral no tocante a legitimidade de suas candidaturas. De acordo com informações divulgadas no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vitoriosos nas urnas, dez deles tiveram passe livre dos juízes de suas comarcas para disputar o voto dos eleitores em suas bases. Mas os registros foram impugnados por coligações adversárias ou pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) Outros dois ainda aguardam o julgamento de suas candidaturas pelo Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE).
Os prefeitos eleitos em Branquinha, Jairinho Maia (PSDB); Carneiros, Geraldo Filho (PMDB); Chã Preta, Rita Tenório (PMN); Colônia Leopoldina, Manuílson Andrade (PSDB); Olho D’Água das Flores, Nen de Humberto, (PR); Olho D’Água Grande, Zé Adelson (PSDB); Passo do Camaragibe, Vânia do Passo (PSD); São José da Tapera, Zé Antônio (PSB); Teotônio Vilela, Joãozinho Pereira (PSDB); e Traipu, Eduardo Tavares (PSDB) Esses eleitos, tiveram os registros de candidatura deferidos pela Justiça Eleitoral, mas questionados por adversários.
 Já os eleitos em Pão de Açúcar, Dr. Flávio (PMDB); e Campo Grande, Arnaldo Higino (PRB), estão com candidatura pendente de julgamento. “Vamos nos esforçar para julgar estes processos o mais rápido possível”, explicou o presidente do Tribunal Regional Eleitoral Sebastião Costa Filho. A previsão é de que até o final do mês todos os casos devem estar resolvidos. Dois outros casos chamam atenção em Alagoas.
 Nas cidades de São José da Laje e Jundiá, apenas os votos de um dos candidatos tiveram a totalização divulgada, já que os adversários tiveram os registros de candidatura indeferidos pela Justiça Eleitoral. No placar da votação, o prefeito eleito em São José da Laje, Bruno Rodrigo Valença de Araújo (PMDB), aparece com 100% dos votos válidos, já que seu concorrente, Márcio José da Fonseca Lyra (PTB), não teve o aval da Justiça Eleitoral para participar da eleição. No entanto, ele entrou com recurso contra a rejeição do seu registro de candidatura e ainda aguarda decisão.

 Com Diário Alagoas – Carla Serqueira. 

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *