Polícia Civil prende suspeitos de esquartejamento no Agreste

Por em 16 de Outubro de 2016
Nomes estão sendo mantidos em sigilo e tem a participação de uma adolescente
O crime bárbaro com requentes de crueldade e extrema selvageria que teve como vítima um homem identificado como Genaldo Vieira dos Santos, 46 anos, encontrado esquartejado na zona rural Girau do Ponciano está praticamente esclarecido pela Polícia Civil com a prisão de cinco suspeitos. A vítima que residia no comunidade de Quati zona rural de Arapiraca seria um estuprador e assassino de duas crianças, essa informação ainda não foi confirmada pela Polícia Civil.
 A forma cruel e chocante como o crime foi praticado obteve grande repercussão em toda região Agreste e no Estado. O diretor de Polícia Judiciária Área 2, delegado  Valdeks Pereira está conduzindo pessoalmente as investigações do hediondo crime registrado no último dia (12) cujo  corpo foi encontrado por populares próximo a Folha Miúda. De acordo com as primeiras informações da Polícia Civil quatro homens foram presos e uma adolescente foi apreendida
De acordo com o delegado responsável pelo caso, ainda falta uma mulher ser presa, ela seria a que aparece cortando o corpo em um vídeo que circula pelas redes sociais e que foi compartilhado por várias pessoas. Os nomes dos suspeitos estão sendo mantidos em segredo pela polícia para não prejudicar as investigações.
O vídeo que mostra o hediondo crime que chocou a população agrestina teria sido filmado pela adolescente apreendida, que tem apenas 15 anos. Durante a prisão dos suspeitos, a polícia também encontrou uma grande quantidade de drogas, uma espingarda calibre 12 e várias munições.

Se for confirmada a participação dos presos no crime eles responderão pelos crimes de formação de quadrilha, homicídio qualificado, posse ilegal de arma, corrupção de menores e associação para o tráfico de drogas. Os suspeitos serão encaminhados para a capital ainda na tarde deste domingo (16) e devem ser apresentados à imprensa na manhã desta segunda-feira (17), durante coletiva a imprensa. 

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *