Juiz Eleitoral proíbe carreatas comícios e caminhadas em Palmeira dos Índios

Por em 13 de Setembro de 2016

Violação pode causar a pena de R$ 100 mil pela desobediência
O juiz eleitoral da 10ª Zona Eleitoral, Geneir Marques de Carvalho Filho decidiu na tarde desta terça-feira, (13) proibir em Palmeira dos Índios a realização de comícios, carreatas e caminhadas a partir dessa data. Somente poderão serem realizadas visitas com no máximo dez pessoas sem a participação de carros de som e uso de fogos de artificio.
A violação a essa decisão do magistrado pode causar uma pena pela desobediência eleitoral de R$ 100 mil, por cada ato. A decisão foi tomada no objetivo de manter a ordem e a paz no município nas eleições 2016. Após a ocorrência registrada no último domingo (11), no Conjunto habitacional Edval Gaia, quando  o vereador Agenor Leôncio (PSB) e sua equipe de cabos eleitorais agrediram o prefeito James Ribeiro (PMDB) com insultos e palavras de baixo calão e a primeira-dama do município Mosabele Ribeiro com uma pedrada.
Segundo informações, o fato se deu quando a carreata da médica e candidata a prefeita Verônica Medeiros (PMDB) passava pelo local (fato comunicado à Justiça Eleitoral previamente) e o vereador que pertence a Coligação do candidato adversário Júlio Cezar (PSB) fazia um comício relâmpago naquele conjunto.
Nervoso, o vereador Agenor Leôncio ao ver a carreata se aproximar de microfone em punho começou a insultar o prefeito James Ribeiro dizendo que ali passava o “prefeito que mais roubou na história de Palmeira” e que ele era “ladrão desesperado”.
A equipe do vereador pessebista, não satisfeita, começou a atirar pedras nos carros que passavam e em um deles estava a primeira-dama Mosabele Ribeiro que para se livrar de ser atingida na cabeça, esquivou-se colocando o braço para se proteger.
Após a agressão do vereador e sua equipe, o prefeito James Ribeiro  reagiu ao ataque, ao ver a esposa atingida pelos acusados que ainda tentavam agredir os presentes no local .As agressões renderam um Boletim de Ocorrência na Delegacia de polícia Civil de Palmeira dos Índios

Um comentário

  1. João Rocha

    14 de Setembro de 2016 at 13:04

    Parabéns ao juiz de Palmeira dos Índios, Geneir Marques de Carvalho, pela sábia decisão de impedir a bagunça eleitoal na sua cidade. Muito bom seria se a Justiça eleitoral aplicasse a mesma lei em Arapiraca, onde os candidatos usam e abusam da ilegalidade para desafiar a tranquilidade pública. Fora a desordem aleitoral!!!

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *