Kleber Torres: Homem do campo vive situação de penúria em Arapiraca

Por em 31 de Agosto de 2016

Ex-secretário de Estado da Agricultura diz que é preciso fazer um trabalho com foco na agricultura familiar
Com a experiência de secretário municipal e de Estado da Agricultura, gerente regional da Sudene no Agreste, três mandatos de vereador por Arapiraca, o engenheiro agrônomo, Kleber Torres (SD) candidato a  vice  na chapa liderada pelo a candidato  a prefeito Tarcizo Freire (PP)  em entrevista exclusiva ao blog, afirmou que o homem do campo vivencia uma situação de penúria.
 “É preciso realizar um trabalho com foco no homem do campo e na agricultura familiar, perdemos órgãos importantes como a Emater, Epeal além de técnicos especializados que davam uma assistência técnica muito importante ao homem do campo”, completou.
Modernização da feira livre
Sobre a modernização, padronização e humanização da feira livre de Arapiraca, Kleber Torres, considera a feira de Arapiraca tradicional e muito importante para a economia local e regional por absorver e comercializar a nossa produção agrícola. “A modernização da feira livre está no nosso plano de governo”, garantiu. Explicou que é preciso incentivar e ajudar os feirantes com uma proposta e um projeto da feira livre moderna, ampliada e ocupando outros locais da cidade.
Projeto de irrigação
Kleber Torres defende um grande projeto de irrigação para Arapiraca proporcionando aumentar a produção agrícola com uma diversificação na agricultura. Esse projeto vem sido discutido, defendido pelo poder público, mas não vem sendo posto em pratica. O que foi feito na zona rural nas últimas décadas, a exemplo da construção de creches, aquisição de máquinas agrícolas, foram depreciados pela ação do tempo e pela falta de manutenção, detonou.
Alguns benefícios que foram realizados nos últimos anos na zona rural de Arapiraca foram em períodos de campanha eleitoral, a exemplo da abertura de poços artesianos, instalação de dessalinizadores e que foram simplesmente abandonados e estão fora de uso por falta de manutenção, revelou Kleber Torres.
Torres, defende a conservação e manutenção das estradas de acesso o zona rural como forma de garantir um melhor escoamento da produção agrícola e dessa forma elimina a atividade do intermediário que adquire o produto do agricultor familiar com menor preço e comercializa na cidade obtendo maior lucro. Kleber Torres defende que o produto seja comercializado pelo próprio agricultor.
Sobre a terceirização do abate de gado em Arapiraca através de uma empresa particular, para Kleber Torres não foi benéfico para quem está ligado e sobrevive dessa atividade. A terceirização, no seu entender, não passou de um grande acordo pera beneficiar pessoas ligadas a gestão municipal. Existe uma insatisfação generalizada dos marchantes em razão dos altos preços cobrados pelo Frigovale pela prestação do serviço. Quem “paga o pato” é a população com o aumento do preço da carne, revelou Kleber Torres.
Foto: Jardell Oliveira.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *