Luiz Lobo se afasta da pasta da educação para disputar a sucessão em Palmeira

Por em 4 de Junho de 2016
Ex-secretário afirma que viveu um momento impar na sua vida e deu o melhor de si pela educação na terra Xucuru
O secretário municipal de Educação de Palmeira dos Índios, Luiz lobo (PSL) na véspera da expiração do prazo de desincompatibilização neste dia 02 de junho pediu exoneração do cargo para concorrer à vaga do prefeito James Ribeiro (PMDB) em outubro.    
Luiz Lobo que é irmão do marqueteiro Eduardo lobo que comandou campanhas do ex-governador Teotônio Vilela Filho e desde a primeira campanha de James Ribeiro, é pernambucano e há cinco anos reside em Palmeira dos índios onde ocupou na gestão de James Ribeiro as secretarias de Educação e Planejamento.
Luiz Lobo 2
Pernambucano e com experiência em vários cargos públicos e na iniciativa privada, acredita que seu nome vai emplacar diante do eleitorado palmeirense pelo trabalho realizado durante o período em que ocupou a pasta de Educação na terra Xucuru. Lobo convenceu vários educadores que fazem a rede municipal de Educação a também se filiar ao PSL e abraçar seu projeto político que necessita do aval do ex-vereador e ex-secretário municipal de Educação, Junior Miranda que preside o diretório do PSL em Palmeira dos Índios para obter êxito na sua pretensão.    
Luiz Lobo 3
Contudo o ex-secretário não conseguiu convencer o prefeito James Ribeiro (PMDB) que vai apoiar a ex-secretária municipal de planejamento e ex-vice-prefeita a médica, Verônica Medeiros (PMDB) dentro do mesmo grupo politico. O ex-secretário municipal de Infraestrutura, Rodrigo Gaia (PR) irmão do deputado estadual Edval Gaia Filho (PMDB) mantém sua pré-candidatura e vem realizando acordos e contatos permanentes em todo o município. 
Criticas a imprensa
A vereadora Aurélia Fernandes (PSB) agora na oposição a prefeita Célia Rocha (PSL) após usufruir das benesses do poder por cinco anos no comando da secretaria municipal de Saúde de Arapiraca e com o uso da máquina conseguir ser a vereadora mais votada em 2012, afirmou em discurso da tribuna do legislativo que está sendo alvo de perseguição por parte da gestora. Aurélia Fernandes afirmou que vai recorrer ao Ministério Público e a Justiça na defesa dos seus aliados que segundo ela, estão sendo ameaçados de demissão até pelo fato de posarem ao seu lado nas fotos nas redes sociais. Aurélia Fernandes também teceu criticas a imprensa local.
Criticas a imprensa 2
A vereadora que tenta a todo custo um espaço para ser pré-candidata a vice-prefeita no grupo de oposição afirmou que vai continuar  usando os espaços nas redes sociais na defesa do povo cumprindo o seu papel de opositora e que vai defender os direitos dos seus aliados para que sejam mantidos nos cargos na Prefeitura. Explicou que a lei assegura que nenhum servidor poderá ser alvo de demissões no prazo de seis meses antes da eleição. A vereadora que é prima do vice-prefeito, Yale Fernandes é dissidente do PMDB e forçou uma “barra” que permaneceria no partido se fosse contemplada com a secretaria de Estado da Saúde.
Não elaborou  projetos
O prefeito de limoeiro de Anadia, Marlan Ferreira em entrevista ao programa comandado pelo radialista Alves Correia na Gazeta FM-Arapiraca acusou o deputado Antônio Albuquerque   de não ter viabilizado emenda ao orçamento do Estado para a aquisição de seis ambulâncias para o município. No dia seguinte, municiado de farta documentação, o parlamentar comprovou que a culpa foi de Marlan Ferreira que não elaborou os projetos junto a secretaria de Estado da Fazenda, dentro do prazo para a liberação dos recursos da ordem de R$ 300 mil para a aquisição das ambulâncias das ambulâncias.
Não elaborou projetos 2
De acordo com Antônio Albuquerque em um período de dois anos foram apresentadas emendas de sua autoria para a compra de ambulâncias da ordem de R$ 500 mil, e o gestor não deu a mínima atenção mesmo seu gabinete na Assembleia Legislativa Estadual (ALE) encaminhado ofícios para o prefeito e para a Câmara de Vereadores. Albuquerque acusou Marlan Ferreira de perseguir e demitir servidores que são seus aliados de suas funções na Prefeitura de Limoeiro de Anadia. O parlamentar assegurou que está viabilizando na Justiça o retorno de vários servidores demitidos por Marlan Ferreira inclusive professoras e uma parteira. . AA acusou Marlan, de agredir uma médica a Dra. Virginia que teve um braço fraturado em razão da agressão do gestor de Limoeiro de Anadia. 
Alivio para a oposição
A declaração do vice-governador e secretário de Estado da Educação, Luciano Barbosa (PMDB) de que não vai disputar a sucessão em Arapiraca foi um alivio para o grupo oposicionista da cidade mais importante do interior do Estado. A resposta de Barbosa sobre a polêmica que gerava expectativa nos bastidores políticos da terra de Manoel André foi anunciada no final da última quinta-feira (02), reta final do prazo da Justiça Eleitoral para desincompatibilização de secretários que pretendem disputar a eleição de 02 de outubro. Diante da celeuma que revelaria uma possível estratégia de “trairagem” contra o deputado estadual Ricardo Nezinho (PMDB) pré-candidato a prefeito, a resposta do vice-governador foi direta: “Não serei candidato a prefeito de Arapiraca. Nezinho está mantido”, rebateu Luciano Barbosa, em mensagem via  WhatsApp.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *