Frigovale apresenta sistema de tratamento de afluentes ao titular do Meio Ambiente

Por em 25 de Maio de 2016

Novo sistema vai acabar com o problema do mau cheiro no conjunto Brisa do Lago em Arapiraca    
Depois da audiência pública que aconteceu no início de maio, que terminou com um voto de repúdio da Câmara Municipal de Arapiraca, pelo não comparecimento dos diretores do frigorifico Frigovale, para discutir sobre as denúncias dos moradores do conjunto Residencial Brisa do Vale,prejudicados com o mau cheiro decorrente dos dejetos  do abate de animais e as constantes cobranças dos vereadores, a empresa instalou nesta quarta-feira (24), um sistema de tratamento de efluentes de última geração, conhecido como BioAmp, da empresa NHC, de origem americana, líder em pesquisa química.
Segundo a médica veterinária, responsável técnica da Frigovale, Caroline Fleury Canesin, a NHC, tem sede em Dallas, Texas e está presente em mais de 60 países e há 48 anos no Brasil. É um sistema microbiológico de última geração que usa 5 tipos de bactérias diferentes para fazer o tratamento do efluente, conhecidas como Free-Flow.“Essas bactérias trabalham tanto com oxigênio como sem oxigênio e não produzem super-bactérias, digerem toda a matéria orgânica, principalmente as bactérias causadoras de odor e liberam oxigênio e gás carbono”, diz a técnica responsável.
A ideia é usar o meio ambiente a favor dele. No final a água que estava completamente contaminada estará limpa e os microrganismos estarão mortos, estando assim a favor da natureza. Caroline Fleury, disse ainda, que pelos estudos da empresa, em duas semanas, já partir do dia 24 deste mês, estará com 80% dos odores resolvidos e em um mês estará 100% livre de odores.“É um sistema automático, faz tudo sozinho, se houver queda de energia ele possui um gerador com capacidade de 50 horas”, garantiu.
A cada 24 horas são jogados na lagoa de decantação 36 trilhões de microrganismos que em 4 horas multiplicam para 126 trilhões. Esse sistema não causa nenhum dano ao meio ambiente e não causam doenças e é registrado nos órgãos competentes. “Assim a Frigovale contribuirá com o meio ambiente e evitará odores para as regiões vizinhas ao frigorífico”, afirma.
Vistoria nos tanques
Durante mais de uma hora, a técnica acompanhada pelo vereador Fabiano Leão (PMDB) e o secretário municipal de Meio Ambiente, Ivens Barboza, fizeram uma vistoria nos tanques onde está sendo processado o novo sistema, que de acordo com os técnicos da empresa, dentro de 30 dias, o mal cheiro não mais será sentido pelos moradores do Brisa do Lago e muito menos por pessoas que morem próximos a Frigovale.
“Estamos conscientes do nosso papel como gestores e fiscalizadores e pudemos sentir de perto, que o mau cheiro que há muito tempo vinha causando sérios transtornos as comunidades, não estamos mais sentindo”, constatou o secretário Ivens Barbosa. O mesmo pensamento foi defendido pelo vereador Fabiano Leão, ao afirmar que depois deste encontro, estará se reunindo com os demais vereadores para relatar os resultados da sua visita a Frigovale.“Estamos cumprindo com o nosso papel de fiscalizar e cobrar uma melhor qualidade de vida para nosso povo”, disse o vereador.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *